Em AS DEZ FACES DA INOVACAO, Tom Kelley fala sobre as competências do profissionais do tipo T. Normalmente, designers são deste tipo: tem uma expertise mas transitam por diversas outras areas e conseguem atuar de forma transversal pelo problema. Embora Kelley fale da persona do Polinizador como um T, o conceito se enquadra melhor no modelo H (aquele que age como um tradutor entre duas areas de conhecimento). Já o modelo A diz respeito ao Integrador, aquele profissional que consegue gerar novo conhecimento a partir da síntese de areas de conhecimento distintas, ou modelos distintos. Nesta palestra, eu exploro a importância da EMPATIA para a formação das competencias transversais do T (o que o especialista – I – precisa para se desenvolver como T). Enjoy it!